quarta-feira, 30 de novembro de 2011


"Às vezes estou por cima, às vezes estou por baixo. 
Mas estou sempre por alguma coisa.
Por alguém. Por aí."


“Isso que é o amor no fim das contas,
 pisar nos ovos na realidade. 
É felicidade, é dor, é gozo, é tristeza? 
Vai passar.
Aceito a impermanência das coisas.”
“Abdômen bem resolvido? Peitoral bem resolvido? Pernas bem resolvidas? Prefiro algum homem que tenha o coração bem resolvido.”
“Só preciso de alguns abraços queridos, a companhia suave, bate-papos que me façam sorrir, algum nível de embriaguez e a sincronicidade..

domingo, 27 de novembro de 2011

O pior de tudo não é saber que não tenho sorte no amor, é sim, que vou continuar tentando!
Raquel Morais

sábado, 26 de novembro de 2011

“O belo fica ainda mais belo, quando também é forte? Pois é.”
Eu já sofri por aí, mas ainda morro muito, todo dia eu velo meus restos e conto uma piada para ninguém perceber.
Tem coisa mais doce que alguém te cativando o tempo todo? Ir minando aos poucos sua defesa própria. Tem coisa mais forte que alguém te invadindo aos poucos? Compartilhando até dos mais íntimos segredos (…)


        Depois, como sempre, limpei o rosto e continuei.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011


“Senhor de toda luz e de tudo que existe, dai-me força.”



Você deve saber que se você chegar mais perto não vou deixar você ir .
Você que está entrando na minha vida: não repara na bagunça
Gosto das coisas de dentro.

O que está por fora muda a cada estação.

A essência, não
Eu nunca gosto de nada e gostei tanto de você. É? Droga. O quê? Eu falando de gostar. E daí? E daí que vai acontecer tudo de novo. O quê? Vou sentir demais, falar demais, escrever demais, você vai embora.



“O silêncio responde até mesmo aquilo que não foi perguntado.”



domingo, 20 de novembro de 2011


Antes a inquietação de um amor, do que a paz de um coração vazio.”

terça-feira, 15 de novembro de 2011



“O importante, o irreversível, o definitivo, o claro nessa história toda é que eu gosto muito de ti.”



“A gente demora pra aceitar, arruma novecentas desculpas para a falta de jeito do outro. Ah, ele é confuso. Ah, ele está tenso. Ah, ele tem medo. Ah, ele é maluco. Ah, ele isso. Ah, ele aquilo. Desculpa, mas quem quer estar junto pensa ah, que saudade. Ah, que falta ela me faz. Quem gosta, gosta. Sem complicações. Sem armações e armaduras.”


segunda-feira, 7 de novembro de 2011

“É mais corajoso quem não tem medo de voar pelo mundo ou quem aguenta ficar dentro de si?”


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

"Amor pra mim é ser capaz de permitir que aquele que eu amo exista como tal, como ele mesmo. Isso é o mais pleno amor. Dar a liberdade dele existir ao meu lado do jeito que ele é"




Houve tanta coisa,



tantas perdas irreparáveis


que não é qualquer coisinha


que dói mais não.