quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Houve tanta coisa,



tantas perdas irreparáveis


que não é qualquer coisinha


que dói mais não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muitos passam pela nossa vida, mas jamais nos esqueceremos dos que nos amaram quando não merecíamos ser amados.