sexta-feira, 30 de setembro de 2011

"Dia banal, terça, quarta-feira. Eu estava me sentindo muito triste. Você pode dizer que isso tem sido freqüente demais, ou até um pouco (ou muito) chato. Mas, que se há de fazer, se eu estava mesmo muito triste? (...) Projeções: e amanhã, e depois? e trabalho, amor, moradia? o que vai acontecer? (...) Ah! como eu precisava tanto de alguém que me salvasse do pecado de querer abrir o gás."
Tive um vizinho que gritava com a namorada ao telefone, sem se importar que o prédio inteiro ouvisse: “Não sei o que fazer! Fico mal contigo e fico mal sentigo!”. Sempre achei essa situação desoladora, e nem estou falando do português do sujeito. É duro ter apenas duas alternativas (ficar ou ir embora) e ambas serem terríveis.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011


Seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo. Mas, por favor, não me apareça pela metade.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

"Não houve tempo.


E a gente não sabia disso.

(…) Não havia tempo,

a gente quase nunca sabe disso."

E que seja permanente essa vontade de ir além de tudo que me espera.
Ás vezes, sinto falta. Ás vezes, acho que é um alívio estar longe.




O Rouxinol

Não escrevi, mais não quer dizer que esqueci.
Dia: 22.09.2011 (4 anos).
E ainda não passou...
Afinal, o que tem que ser tem muita força.


Não deixe que ele seja sua asa, no máximo um motivo para voar. Asas não nascem de novo, motivos sim. C.F

Remar.Re-amar. Amar


Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou.


Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes.

Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia.

Mas você tem que remar também. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena. Remar.Re-amar. Amar."
"A depender de mim os psicanalistas estão fritos.
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos com aspirina,
amor ou com cachaça.
Os gritos todos virarão fumaça.
A dor é coisa que dói e que passa."
Sempre fui um pouco áspera, fechada, sempre tive dificuldade de receber amor ... Na verdade, eu sempre precisei de afeto, só que antes eu não admitia.


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Eu não estou triste.




Só estou fazendo silêncios.


Só estou amanhecendo, por dentro.


Quem não chegou a uma estação tarde de si ,




a pressentir que o último ônibus passou?






(Quem?...)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Tentando ser bom com os outros, muitas vezes tenho a alma reduzida a uma espécie de pasta espiritual. Deixa pra lá. Meu cérebro se tranca. Eu escuto. Eu respondo. E eles são broncos demais para perceber que não estou mais ali."












(Charles Bukowski)


"Eu quero ir a Veneza, quero entrar em uma gôndola, quero passar em baixo da Ponte dos Suspiros, com ele. Dizem que se você passa embaixo dessa ponte com a pessoa que ama, tem o direito de ficar eternamente com ela."

segunda-feira, 19 de setembro de 2011


As vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe."


Que não seja preciso mais do que uma simples alegria pra me fazer aquietar o espírito. E que o teu silêncio me fale cada vez mais…


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

"Se sou amado,


quanto mais amado

mais correspondo ao amor.

Se sou esquecido,

devo esquecer também,

... Pois amor é feito espelho:

tem que ter reflexo.



Pablo Neruda

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Faz tempo que desisti do amor de cinema, mas eu exijo que se não houver pelo menos romantismo, exista sinceridade.
Me deixa comigo que eu resolvo...que eu supro minhas faltas, minimizo minhas sobras, corrijo minhas falhas, saro minhas feridas, calo meus gritos, isolo meus feitiços e acabo com minhas dores. Me castigo, me brigo, me bato, me aconselho, me acompanho. Não gosto muito de ser só, mas me basto.


Então, que seja doce



Você acorda e finge que quer mandar todo mundo ao inferno, quando, na verdade, você só tá precisando daquele colo.
Confesso que esperava um sorriso ou qualquer outra manifestação dessas de afeto. Mas não houve nada disso.”


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

"Tem coisa que eu deixo passar. Não vale a pena. Tem gente que não vale a dor de cabeça. Tem coisa que não vale uma gastrite nervosa. Entende isso? Não vale. Não vale dor alguma, sacrifício algum."


"E você, meu amigo galvanizado, você quer um coração. Você não sabe o quão sortudo és por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem..."




(L. Frank Baum in O mágico de Oz)
"Sou uma moça polida, levando uma vida lascada!"




"Decidi que não quero mais entender,


não quero mais encenar,

não quero mais que me expliquem essa bagunça,










já não preciso ser conduzida a nenhuma espécie de iluminação.


Atravessei paredes.


Estou do lado de fora.”

[Martha Medeiros- fora de mim]
"Quando a estrada fica interrompida,



o desvio pode ser interessante..."
Quando eu acreditei que seria sincero, acabei me deparando com o que costumo chamar de “decepção” ou “tapa na cara”.



Sabe aquela escorregada que você precisa dar pra aprender a levantar? Então, é disso que estou falando.

domingo, 11 de setembro de 2011


... E eu simplesmente não agüento mais ninguém indo embora
"Penso: quando você não tem amor, você ainda tem as estradas." .



A vida nunca me tirou além do suportável.



Mas eu só percebi isto quando superei a perda
"O amor não é para os equilibrados.



Não somos feitos para nos encaixar, mas para arrebentar as caixas

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A que tamanho chega a ferida?



O corte que você fez e não voltou para soprar.


A que tamanho chega o rasgo deixado sem curativo?


Aberto.


Abandonado.


Quanto ainda cresce um buraco que já foi milimétrico?


Um pequeno traço.


A que tamanho chega uma ferida regada todos os dias?


Cultivada por alguém como se fosse flor..


''Cada não que eu recebi na vida



entrou por um ouvido e saiu pelo outro.


Não os colecionei.


Não foram sobrevalorizados.


Esperei, sem pressa,


a hora do sim.''

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

"Eu que sempre fui tão corajosa, tão determinada e guerreira, fiquei frágil como uma asa de passarinho quando você me disse: “Eu te quero.” "

terça-feira, 6 de setembro de 2011


Não posso garantir. Primeiro que existem vários tipos de encantamento. Sei é que havia alguma coisa nele que o tornava, na verdade, um Príncipe Desencantado. C.F



Não vale a pena sangrar por sangrar, crescer de véspera, fugir diante das palmas, lembrar de rolar um pranto, enfim ... não durma antes de sonhar ! (Maria Gadu)


Tô repetindo: que bom que sou capaz, que bom que sou forte, que bom que suporto. Colei aquele “Eu Amo Você” no espelho. É pra mim mesmo.
C. F
Admito que eu não sabia pra onde correr. Admito que me consumiu, que me corroeu, que me despedaçou. Mas também admito me fez olhar pra frente e entender que tudo nessa vida tem uma razão, e que se você se machuca muito, começa a não doer mais tanto. Caio F.


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

"Falar que é feliz é fácil, quero ver conseguir manter essa mentira."