quarta-feira, 29 de junho de 2011


" Meu território é outro...




faço parte da manada que corre para o impossível!"



terça-feira, 28 de junho de 2011

Às vezes enxergo tão profundamente a vida que, de repente,



olho ao redor e vejo que ninguém me acompanhou


e que meu único companheiro é o tempo.



(...)Se a gente puder ir devagarinho como precisa,



e ninguém gritar com a gente para ir depressa demais,


então eu acho que nunca que é pesado...



" Nada de ir tateando os muros como um cego. Nada de muros."


Ela teimou, e enfrentou o mundo se rodopiando ao som dos bandolins.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

"(...) Não sei me despedir de você."


Então, é melhor fazer como os velhos índios iaquis: usar a morte como conselheira. Perguntar sempre: “Já que vou morrer, o que devo fazer agora?.


"Poderíamos casar, teríamos um apartamento, tomaríamos café as cinco da tarde,

discordaríamos quanto a cor das cortinas, não arrumaríamos a cama diariamente,

a geladeira seria repleta de congelados e coca-cola, o armário de porcarias,

adiaríamos o despertador umas trinta vezes, sentaríamos na sala de pijama e

pantufas, sairíamos pra jantar em dia de chuva e chegaríamos encharcados, nos

beijaríamos no meio de alguma frase, você pegaria no sono com a mão no meu cabelo

e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria porque,

eu não responderia, saberíamos."

Não sei fingir. Abraço minhas vontades, mesmo que a minha cara fique roxa de tanto apanhar. Cumpro minhas promessas, mesmo que me doa. Não brinco com os outros para me distrair, tampouco dou uma de boa samaritana para depois me esconder atrás da moita. Isso não.

Por isso, digo e repito: gosto de gente de verdade. Se você é assim, por favor, senta aqui e vamos conversar


sexta-feira, 24 de junho de 2011

E o médico perguntou: — O que sentes? — Sinto lonjuras, doutor. Sofro de distâncias.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Virava pra lá e pra cá na cama. Estava impaciente. Até me sentei no escuro. Pensei: Não era uma posição o que eu procurava.
 Era você.
Perguntas que não lhe fiz
Respostas que não lhe dei, suspiros perdidos no ar

Mil coisas que eu infeliz, infelizmente pensei
Infelizmente pensei, e continuo a pensar...





"seria mais fácil permanecer aqui, me embebedando nesta pausa difícil, a mastigar palavras trevosas..."






sexta-feira, 17 de junho de 2011

E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir. E só.”
Eu ando tomando o rumo certo agora.



Me deseje sorte. C.F

quinta-feira, 16 de junho de 2011

'' Ando lenta demais esses dias e percebi que foi você que me fez ficar assim, eu gosto sabia? gosto de saber que as coisas estão acontecendo, ao poucos, mas acontecendo, eu gosto de saber que ainda existem pessoas que deixam meus dias mais tranquilo, mais lento, gosto do fato de ter outra pessoa pensando em mim, e eu precisava tanto, tanto de dias assim.




Meu mundinho andava tão pelo avesso e você veio para me deixar mais equilibrada, com mais vontade de sorrir, com vontade de amar outra vez, ah se você soubesse o quanto anda me fazendo bem ultimamente, ah se você soubesse ...''



"Que um amor te aconteça




Que um amor te salve


Que um amor te cuide"

Eu sinto ciúmes quando alguém te abraça
Porque?
Porque, mesmo por um segundo, essa pessoa está segurando meu mundo inteiro.
Não sei se o mundo é bom


Mas ele está melhor

Desde você chegou

E perguntou:

Tem lugar pra mim?



quinta-feira, 9 de junho de 2011

O que tem de ser, tem muita força.

o
O que tem de ser, tem muita força. Ninguém precisa se assustar com a distância, os afastamentos que acontecem. Tudo volta! E voltam mais bonitas, mais maduras, voltam quando tem de voltar, voltam quando é pra ser.

 Acontece que entre o "ainda não é hora" e "nossa hora chegou", muita gente se perde. Não se perca, viu?


quarta-feira, 8 de junho de 2011

Sabe aqueles dias em que você tem vontade de gritar: EU QUERO A MINHA MÃEEEEE!

Acho que vou surtar!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

´
"No entanto, estaremos sempre em perigo



             enquanto soubermos tão pouco sobre nós mesmos."



sábado, 4 de junho de 2011

Não tente explicar

E ele olha pra ela diz: eu te conheço Raquel.
E ela um pouco assustada, diz firme que ele não a conhece, (o fato de alguém nós conhecer assusta um pouco).
Mais a verdade é que ele realmente a conhece, senão o todo, ao menos uma grande parte e ela também o conhece, pode não ser assustador para ele mais ela consegue ler os pensamentos dele.

sexta-feira, 3 de junho de 2011


“Precisava fazer uma escolha, e me escolhi.”