quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade de viver que não passa. Não sou fácil. Apesar de não colecionar inimigos, quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho um desassossego que me acompanha desde de criança e um par de asas que nunca deixo.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

O fato é que ele sorriu e tirou a beleza de todos os outros.
Sabe aquele sorriso de alma inteira, que faz você perceber o quanto está lascada...Aquele jeito transparente, extremo e sedutor do Sr. de todos os leoninos...
Se qualquer outra pessoa usasse aquelas palavras, seria ridículo... Mas ele falando é cômico, me deixa parecendo uma boboca e me faz perder todo o senso.
As vontades, as imoralidades cometidas e correspondidas
O problema é que eu sou imoral também, exagerada, impulsiva.

E ele é lindo, irresistível e vicia.
Eu sou uma boboca. E eu gostei dele. Inevitavelmente.
O suficiente pro meu corpo esquentar quando está perto, tremer, calar, sorrir involuntariamente.

Era um dia bobo, um dia que eu gravei...

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erro...