quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade de viver que não passa. Não sou fácil. Apesar de não colecionar inimigos, quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho um desassossego que me acompanha desde de criança e um par de asas que nunca deixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...