quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erros.
Para todas as coisas que Deus faz, existe algo que ele se recusa a fazer. Ele se recusa a manter uma lista dos meus erros.
Quando peço perdão, ele não puxa uma prancheta e diz: "Mas eu já o perdoei por esse mesmo pecado 516 vezes". Ele não se lembra.

Você e eu só precisamos de um lembrete ocasional da natureza de Deus, de sua natureza esquecedora.
Eu acredito que ele tem uma memória graciosamente péssima.
Leia esta poderosa passagem da carta de Paulo aos gálatas e sinta o coração disparar. Prepare-se para emocionar-se: "Pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram." (Gl 3.27)
Nós nos revestimos de Cristo. Quando Deus olha pra nós, ele não nos vê. Vê Cristo! Nós o vestimos, estamos ocultos nele, cobertos por ele.
Presunçoso, você diria? Sacrílego?
Seria, se fosse ideia minha. Mas não é; é dele. Somos presunçosos não ao nos maravilhar com sua graça, mas ao rejeitá-la. E somos sacrílegos não quando clamamos seu perdão, mas quando permitimos que os pecados assombrosos de ontem nos convençam de que Deus perdoa sem esquecer.
Faça a si mesmo um favor. Purifique seu porão. Exorcize seu subsolo. Pegue os pregos romanos do Calvário e tranque a porta.
E lembre-se: ele esqueceu.
Max Lucado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erro...