segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Por favor,não me analise,não fique procurando cada ponto fraco meu,se ninguém resiste a uma análise profunda,quanto mais eu!ciumenta,exigente,insegura,carente,toda cheia de marcas que a vida deixou: Veja em cada exigência um grito de carência,um pedido de amor!Amor,amor é síntese uma integração de dados: não há que tirar nem pôr.Não me corte em fatias, (ninguém abraça um pedaço), me envolva todo em seus braços E eu serei perfeita, amor!

Um comentário:

  1. Adoooro esse poemaa.. fazia tempo q nao passava aki!
    gosto muito!*-*

    ResponderExcluir

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erro...