terça-feira, 16 de agosto de 2011

É que às vezes nada, nunca, se compara com os a-braços dele me envolvendo...



nada é tão bom quanto sentir o cheiro dele, colocar o cabelo entre meus dedos, tocar os lábios...


nada é tão melhor que nossos pés trocados, procurando um ao outro...


nada, nunca, nem às vezes me faz sentir tão bem como quando estou ao lado da pele dele, do coração dele, do sorriso de canto, dos olhinhos pequinos...
eu durmo com ele todos os dias no meu pensamento.
eu quero ele todos os dias.


vem cá, vem....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erro...