terça-feira, 23 de agosto de 2011


“Eu sou um pouco mais estranha do que ser estranha permite. Sou estranha além do charme de ser estranha.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...