quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Coisas muito arrumadas logo desviam o olhar cansado a procura de algo mais instigante. Bom é tirar do lugar, virar do avesso, despentear. Uma certa bagunça funciona como um convite pra diversão e como prova inconteste de que há vida. É legal se arrumar pra ficar linda. Mas uma mulher loucamente feliz, ou está descabelada, ou está nua. A estética do saber viver é assimétrica, é puro desalinho. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...