quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Eu gosto mesmo é da minha companhia,
pois, eu respeito meus limites, e entendo
os meus desejos, sei do meu temperamento,
e não preciso pedir nada ao meu favor,
exceto que eu mesma me faça feliz...

Comigo mesma não preciso acertar sempre,
posso falar dos meus segredos mais secretos,
inclusive sonhar com você e sorrir, sem ter
que dar explicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...