terça-feira, 16 de julho de 2013

Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre. Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre amar e ser amado, aceitar e ser aceito. 



E as horas lá se vão.. Loucas ou tristes, mas é tão bom, em meio às horas todas, pensar em ti, saber que tu existe…

Um comentário:

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...