quarta-feira, 31 de agosto de 2011

“E eu tão singular, me vi plural.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus não apenas perdoa, ele esquece. Apaga a Lousa. Destrói as provas. Queima o filme. Formata o computador. Ele não se lembra dos meus erro...