quinta-feira, 19 de maio de 2011

Tudo passa, o que queremos e o que não queremos que passe,


a tristeza e o alívio coabitam no espaço desta certeza.

Eu não tenho muitas respostas. O que eu tenho é fé.

A lembrança de que as perguntas mudam.

Um modo de acreditar que os tiquinhos de sol possam sorrir o suficiente

para desarmar a sisudez nublada de alguns céus.

E uma vontade bonita, toda minha, de crescer'.





Ana Jácomo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...