quarta-feira, 9 de março de 2011

"Não quero olhar para trás, lá na frente,


e descobrir quilômetros de terreno baldio que eu não soube cultivar.

Calhamaços de páginas em branco à espera de uma história que se parecesse comigo.

Não quero perceber que, embora desejasse grande, amei pequeno".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...