sábado, 18 de dezembro de 2010

"O telefone tocou. Então uma voz que eu não ouvia há muito tempo, tanto tempo que quase não a reconheci (mas como poderia esquecê-la?), uma voz amorosa falou meu nome, uma voz quente repetiu que sentia uma saudade enorme, uma falta insuportável, e que queria voltar... Eu disse que sim, claro que sim, muitas vezes que sim." C.F

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dores que transformam

Bom, em setembro de 2016 foi último post, e tanta coisa aconteceu de lá pra cá e elas estarão presente nas entrelinhas dos meus próximos pos...