quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Impossível ser esfinge: porque fico procurando ver nas pessoas o que elas teimam esconder. Distinguir o parece ser do que realmente é. Olhar a alma, analisar gestos. Não sou esperta, o esperto é sempre o mais bobo, porque de tanto achar que está vendo, não enxerga nada. Porque me olham, invadem, analisam e não me leem. Posso ser, séria, centrada, antissocial, bizarra, louca. Sou uma soma das experiências que vivi e um pouco do que cada pessoa me deixou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário